Quanto vale Lisboa no Monopólio?

á 80 cidades a competir pela entrada no tabuleiro da próxima edição do Monopoly. Só entram 20 e Lisboa está no top 15 desta milionária volta ao mundo. Votação online até 3 de Março.

Ainda haverá muita gente que se lembra de andar a comprar todo o caríssimo Rossio, a Rua Augusta ou a Avenida da Liberdade de Lisboa. Ou mesmo a Santa Catarina ou os Aliados da Invicta, a Luísa Todi de Setúbal ou a Ferreira Borges de Coimbra. E ser dono da Companhia das Águas ou da Electricidade, entre grandes investimentos imobiliários e na hotelaria... 

Mudam-se os tempos, mudam-se as ruas e avenidas, vão mudando as edições do "jogo mais vendido do mundo", como é anunciado o Monopoly, que celebra 80 anos em 2015. Agora, o mais capitalista dos jogos de tabuleiro prepara nova edição mundial para Setembro e lançou uma competição que abre ao voto global a escolha das cidades que estarão representadas.

Em competição estão 80 geografias célebres em todo o planeta. Por Portugal, concorre Lisboa. Os fãs do jogo são chamados a votar online, até dia 3 de Março, e as 20 cidades com mais votos terão direito a presença no novo lançamento. A capital portuguesa vai no bom caminho para estar representada: esta terça-feira estava em 12.º lugar na votação.

"Lisboa não pode ficar fora do tabuleiro" é o incitamento de apelo ao voto lançado pela marca num comunicado em que refere que, desde o seu lançamento em 1935 nos EUA, este jogo de culto já vendeu "cerca de 160 milhões de unidades", tendo sido traduzido e adaptado para mais de 200 versões e 43 idiomas.

Em Portugal, foi lançado na década de 1950 pela Majora com o seu nome luso, Monopólio, tendo adaptado uma década depois a denominação oficial internacional. Desde então, tem sido alvo de várias versões e também já se adaptou à era digital, incluindo com aplicações para iOS e Andróide.

A votação (basta aceder ao site e escolher a cidade) decorre em www.votemonopoly.com