Açores declarados o destino turístico mais sustentável do mundo

Sintra, região Oeste, Lagos ou Cascais também estão no top 100 da plataforma internacional Green Destinations.

Açores como melhor destino sustentável não será, decerto, uma distinção que surpreenda.

Até porque o arquipélago já se habituou a receber anualmente apodo similar, a nível europeu, via prémios QualityCoast, atribuídos pela European Coastal and Marine Union, organização cujos dados também foram utilizados pela Green Destinations para coligir este Top 100 de destinos sustentáveis, agora publicado.

Contas feitas e considerados todos os critérios (entre meia centena de indicadores), não há nada mais verde que as ilhas açorianas: conseguiram a maior pontuação global entre todos os destinos do mundo avaliados, atingindo uma pontuação final de 8,9 em 10 pontos possíveis, à frente de locais na Holanda (Noordwijk, Goedereede-Ouddorp, Westvoorne, Schouwen-Duiveland), Grécia (Ierapetra, Creta), Itália (Migliarino San Rossore Massaciuccoli) ou Malta (Gozo e Comino) — todos com nota igual ou acima dos 8,1. Mas os Açores não são o único destino luso a conseguir uma posição de destaque: o top 10 europeu fecha com mais dois pesos-pesados do turismo em Portugal, Cascais-Estoril e Lagos (ambos com 8 pontos).

Ainda no ranking da Europa, encontram-se a região Oeste (7,2), Serra do Socorro e Archeira (Torres Vedras, com 6,9) e ainda Sintra (4,1).