Lembramo-nos de Santorini e a imagem chega-nos na forma de casas brancas de cúpulas azuis, casas cavadas nas rochas deuma caldeira vulcânica.

Lembramo-nos de Santorini e lembramo-nos dos moinhos de vento e das tabernas locais.

Das praias carregadas de pedras e do magnífico pôr-do-sol.

Temos uma imagem bastante definida de Santorini – local de pedidos de casamento, de lua-de-mel, de escape.

Mas Santorini continua a ser um mistério, não tivesse o mito do continente perdido também passado por aqui.



1 - Santorini foi ponto de refúgio e inspiração de muitas personalidades que todos os dias nos inspiram ou entretêm.

Entre os ilustres encontram-se Gianni Versace, Jean Paul Gaultier, Joan Kennedy, Peter Stein, Hugh Jackamn, Catherine Deneuve, Pedro Almodovar, Demis Roussos, Nana Mouskouri e David Coulthard.



2 - Também o poeta e escritor grego vencedor do Nobel da Literatura em 1963, Georgios , se deixou encantar pela pitoresca paisagem da ilha.



3 - Os entusiastas da arqueologia não deixarão escapar Akrotiri, mas esta civilização Minóica da Idade do Bronze é de visita obrigatória para todos.


A sua “destruição” terá ocorrido em 1627 A.C., com as cinzas vulcânicas a consumirem a civilização local. Diz-se que estes factos terão inspirado Platão a escrever sobre a cidade perdida de Atlântida.

A sua descoberta foi recente e as escavações duram desde 1967, tendo já revelados vários artefactos e frescos da altura.

Há quem lhe chame de Pompeia do Egeu.



4 - Santorini nem sempre se chamou Santorini. O seu primeiro título foi Kallisti (a justa).

De acordo com o historiador grego Heródoto, os Fenícios ficaram tão encantados com a beleza de Santorini que por ali ficaram e baptizaram-na de Kalliste.

 

5 - Mais tarde, a cidade seria rebaptizada de Thera.

O nome provém do comandante Theras, o Rei de Tebas, que terá levado consigo algunscolonos para Kallisti.


 

6 - Por fim, Thera passa a ser conhecida por Santorini – Uma simples referência a Saint Irene (Saint Irini), sendo que, em grego, a palavra “ei-ri-ni” significa “paz”.



7 - Oia e Santorini facilmente se confundem.

A maior parte das imagens que se constrói à volta da ilha grega vêm deste ponto de paragem obrigatório, desta cidade que, em 1956, muito sofreu com um terramoto.

O pôr-do-sol local é imperdível.



8 - Há dois tipos de habitação em Oia, as casas em cavernas e as casas dos capitães, as primeiras destinavam-se aos marinheiros e as segundas aos donos dos barcos.



 

9 - O teleférico pertence às 14 comunidades de Santorini e, em apenas três minutos, é capaz de o colocar a 220 metros de altitude, em Fira, capital de Santorini.

Outro (mas polémico meio de transporte local) é o burro, capaz de o levar até às praias da ilha, por exemplo.



10 - A Praia Kamari pertence à localidade homónima e deve esse nome a um pequeno arco (que ainda continua de pé) de um antigo santuário dedicado a Poseidon.

As pequenas praias, tal como em toda a ilha, estão preenchidas com pedras, devido ao ADN vulcânico da ilha

 

Descontos que vão até aos 50% na sua próxima estadia em Santorini