Um país em movimento.

Em mais de vinte séculos de história, celtas, romanos, godos, árabes e tantos outros povos legaram profundas marcas na cultura, gastronomia e psique dos ibéricos.

Se por um lado a imagem estereotipada de toureiros e dançarinas de flamenco sobrevive e encanta na Andaluzia, a Espanha de hoje mira o futuro com um profundo respeito pelas tradições regionais.

Isso é particularmente verdade na Catalunha e sua pujante capital, Barcelona, sempre na vanguarda das artes, design, moda e com maravilhosos chefs estrelados.
  
Já no orgulhoso Pais Basco, depare-se com as formas impressionantes de museus
 
logo após fugir dos touros da festa de San Fermines.


Na Galícia, onde o sonoro galego nos soa familiar, encontre se nos caminhos de Santiago de Compostela, enquanto em Castela e La Mancha enfrente seus gigantes na terra de Dom Quixote e conheça as belezas de Toledo.

Você sentirá a herança moura presente por todos os cantos, mas não de forma tão incisiva como em monumentais testemunhos como a fortaleza de Alhambra,em Granada, a mesquita de Cordoba
 e a Giralda, em Sevilha.

Para badalar, Ibiza
 é imbatível, ao passo que Valencia recebe o visitante com uma espetacular paella. Por fim, em Madrid, descubra a Espanha dos monarcas Habsburgos e Bourbons e os melhores museus do país, casa das obras-primas de Velásquez, Goya e Picasso.

 

E, é sempre bom lembrar, talvez o melhor de toda essa aventura seja, entre museus e castelos, palácios e catedrais, saborear uma tapa com o melhor presunto serrano. Com um bom vinho. E bem acompanhado!

 

SUGESTÃO DE ROTEIRO

Para conhecer o básico da Espanha recomendamos peloo menos 10 dias entre Barcelona, Madrid e Sevilha.

Quatro noites nas duas primeiras e mais duas na terceira, com passagens rápidas por Granada e Toledo, lhe darão um bom panorama de museus, castelos, gastronomia e as culturas de Catalunha, Castela e Andaluzia. 

Se ficar três dias a mais em Madrid, vale a pena embarcar em excursões para Ávila, Salamanca, Segóvia e o Escorial.

Uma viagem linda rumo ao norte, passando pelo País Basco, Picos de Europa, Navarra e Burgos exige pelo menos uma semana adicional, mesmo tempo exigido em uma esticada mais profunda pelo sul do país, explorando as raízes árabes da Ibéria e vinhedos em Jerez de la Frontera, Córdoba e Ronda.

Valência pode ser conhecida em dois dias, enquanto que a Galícia exige pelo menos quatro. Já as Baleares são um capítulo a parte, já que a maioria das pessoas que toma o rumo de Ibiza ou Palma já pretendem passar seu tempo por lá entre baladas e muito sol. A maioria dos pacotes com estes destinos são de cinco a sete noites.

A gastronomia espanhola é uma das melhores da Europa, para não falar do mundo. Os restaurantes da Espanha podem não ter os serviços mais atenciosos, mas a comida saborosa e farta compensa.

 

Achar um bom hotel na Espanha não é grande problema. Os hotéis de design são a bola da vez (principalmente os de baixo custo, uma tendência cada vez mais forte), mas também é enorme a variedade de hotéis instalados em edifícios históricos conhecidos como Paradores de Turismo, além de resorts, hotéis de grandes redes (como NH, Meliá, Accor e Tryp) e pensões familiares.

A hospedagem costuma ser mais cara em Madrid, Barcelona, San Sebastián e nas Ilhas Baleares.
 

Descontos que vão até aos 50% na sua próxima estadia em Espanha