Praias do outro mundo, mar azul turquesa e sol são as imagens de marca da Riviera Maya, este paraíso nas Caraíbas do México.

Mas aqui encontram-se também importantes heranças da civilização Maia e viaja-se no tempo. Sem esquecer as famosas margaritas e guacamole.

Quem consegue resistir?

A poucos quilómetros de Cancún chega-se à Riviera Maya, um dos destinos mexicanos mais populares desde a década de 90.

Mas ao contrário da vizinha Cancún – hotéis em altura, vida noturna agitada, local de eleição dos americanos -, a Riviera recebe um turismo diferente: é proibido construir em altura com o intuito de preservação da natureza, mais europeus escolhem este destino e a praia e a herança histórica andam de mãos dadas.

A região surgiu quando há 65 milhões de anos um meteoro com 10 km de diâmetro atingiu a Terra.

A península de Yucatán, placa tectónica onde a Riviera está assente, só apareceu depois dessa explosão.

Hoje, é uma zona de incrível beleza e muitas formas de vida surgiram neste ponto de impacto, tal como os recifes de corais, que fazem as delícias dos mergulhadores.

Os Maias foram os primeiros habitantes da região e ainda hoje é possível ver a herança dessa civilização milenar.

Vamos então explorar o que a região tem para oferecer.

 

A charmosa Playa del Carmen



Para os amantes de praia, este é um spot bastante charmoso na Riviera Maya.

Apenas a setenta quilómetros de Cancún, esta vila acolhedora tem um ambiente simpático e descontraído.

O mar é absolutamente cristalino e quente, em diferentes tons de azul turquesa.

Este é o sítio certo para descansar, confirmar a razão da fama das praias das Caraíbas e provar as famosas margaritas e guacamole num dos muitos bares à beira-mar.

Ao fim do dia, a animação encontra-se na Quinta Avenida, uma rua pedonal com bares e restaurantes.

Playa del Carmen é também um bom ponto de partida para visitar as outras atrações da zona, como as ruínas Maias de Tulum, os parques aquáticos de XCaret, XPlor ou Xel-Ha.

É também daqui que partem os barcos para a ilha de Cozumel.

 

Cozumel, a meca dos mergulhadores

 



É simplesmente a segunda barreira de corais mais importante do mundo, a seguir à Austrália.

Jacques Cousteau disse que as águas desta zona eram umas das melhores para fazer mergulho, com uma visibilidade perfeita.

Por isso, não é de estranhar que os amantes de mergulho aqui cheguem à procura do seu paraíso. O ferry que vem da Playa del Carmen chega a San Miguel, a capital de Cozumel.
Os recifes ficam na costa oeste.

Outro ponto de interesse é o parque natural de Punta Sur, onde se podem ver praias repletas de tartarugas, crocodilos e flamingos.

 

A herança dos Maias

Para quem gosta de respirar história e viajar no tempo, um dos pontos mais interessantes de uma viagem à Península de Yucatán é que, para além de praias de sonho e animação, é ainda possível mergulhar na civilização Maia e ficar a conhecer melhor este povo que dominava a região até à chegada dos colonizadores espanhóis.

 

Chichen-Itza, Património da Humanidade

 



Comecemos por Chichen-Itza, considerada pela Unesco como Património da Humanidade. A duas horas e meia de carro da Playa del Carmen, vale a pena a viagem.

Considerada uma das nove Maravilhas do Mundo, data do século V e segundo dizem foi construída para abrigar os líderes religiosos do povo, além de servir como calendário.

A pirâmide de Kukulkán, com 30 metros de altura (mas não se pode subir) é o grande cartão-postal do local, onde também se podem visitar as ruínas de um observatório de astronomia ou templos.

Há também quem aqui venha à procura de extraterrestres, já que se associa o local a uma pista de aterragem de óvnis.

 

Tulum, as ruínas com vista para o mar

Outro local histórico que merece uma visita é Tulum, a cidade que data do século I e que foi a principal cidade portuária dos Maias.

Localizada mesmo ao pé do mar, é impossível ficar indiferente a tamanha beleza. Imagine-se a caminhar por entre as ruínas e, de seguida, a olhar à volta e ver o contraste do cinza com o azul-turquesa do mar.

Já imaginou?

Tulum é a única construção maia à beira-mar e a verdade é que causa impacto. Ao longo das suas praias à sombra de palmeiras há restaurantes, bares de praia, pousadas e mar com várias tonalidades de azul.

Outra vantagem é poder mergulhar nestas águas de sonho e ver, no alto, o castelo dos Maias.

Uma vez em Tulum, vale também a pena visitar a Praia Paraíso, cujo nome já diz tudo.

 


Crie uma conta gratuita AQUI e conheça os alojamentos mais LOWCOST do México que o mercado de turismo oferece.